CIELO (CLIMA INSULAR À ESCALA LOCAL - Azevedo, 1996)

Partindo do princípio de que, na generalidade dos casos, os territórios insulares apenas dispõem de informação climática de rotina proveniente de estações meteorológicas de superfície, cuja representatividade se pode considerar limitada a zonas restritas do território, foi desenvolvida uma metodologia que, a partir dessa informação e da modelação física dos mecanismos climáticos de expressão local, permite uma generalização da informação meteorológica a todo o território bem como uma caracterização climática à escala local da superfície insular. A referida metodologia foi enquadrada dentro de um modelo genérico designado por CIELO, acrónimo para “Clima Insular à Escala LOcal” (Azevedo, 1996; Azevedo et al.1998,1999a 1999b) . O modelo foi inicialmente desenvolvido num Sistema de Informação Geográfica (SIG) e testado no Arquipélago dos Açores.

1
AZEVEDO, E. B., (1996). –Modelação do Clima Insular à Escala Local. Modelo CIELO aplicado à ilha Terceira – Tese de Doutoramento. Universidade dos Açores, 247pp.
AZEVEDO, E. B.; PEREIRA L.S.; ITIER, B. (1998)- MODELING THE LOCAL CLIMATE IN ISLANDS ENVIRONMENTS. OROGRAPHIC CLOUDS COVER –In: R.S. Schemenauer & Bridman (Eds.). First International Conference on Fog and Fog Collection. IDRC, Ottawa, Canada. Pp433-436
a)AZEVEDO, E. B.; Pereira L.S.; Itier, B. (1999)- Simulation of local Climate in Islands Environments using a GIS interated model – in: A. Musy, L.S.Pereira & M. Fritsch (Eds.) Emerging Technologies for Sustainable land Use and Water Management (EnviroWater99). Lausanne, Switzerland 1999.
B)AZEVEDO, E.B., PEREIRA, L.S., ITIER, B. 1999. – Modelling the local climate in Islands environments: water balance applications – Agricultural Water Management 40 393-403.